Patinação artística no gelo

patinagem artística no gelo (português europeu) ou patinação artística no gelo (português brasileiro) é um dos tipos de patinação. Faz parte dosJogos Olímpicos de Inverno desde o início em Chamonix, em 1924. Também fez parte dos Jogos Olímpicos de 1908 e 1920. A pioneira desse esporte é a lendária Sonja Henie.

 

História

O hábito de patinar teve origem na Europa. No começo, patinar era uma maneira de se deslocar, utilizada para atravessar os lagos e canais congelados no Inverno. Após ser descoberta como forma de recreação, patinadores mais brincalhões começaram a fazer desenhos no gelo com as lâminas dos patins e começaram a ser realizados desafios. A partir da avaliação dos desenhos decidia-se qual era o mais original, complexo e bonito. Daí surgiu o nome pela qual esta modalidade é conhecida, Patinação Artística. Alguns romanciam que os melhores patinadores conseguiam assinar os seus nomes sobre o gelo. Grandes nomes como Ekaterina Gordeeva e Sergei Grinkov, Kristi Yamaguchi, Sasha Cohen, Alexei Yagudin, Evgeni Plushenko, Brian Joubert,Carolina Kostner, Yuna Kim, ditam e ditaram os rumos da patinagem nas suas épocas, e são alguns dos melhores patinadores que o mundo já viu.

 

Características

O atleta equilibra-se em cima de patins e faz diversas acrobacias. Em conjunto, é exatamente igual. Se for patinação artística, as acrobacias executam-se numa espécie de coreografia. A patinação pode dividir-se em dois grupos distintos: a patinagem no gelo é em ringue de madeira ou cimento (patinação artística). Existem várias categorias de patinação, podendo ser Pares - Programas Curtos e Longos, Solo - Programas Curtos e Longos, Show e Precisão. Em pares, os atletas (um masculino e um feminino) tem de executar vários elementos de elevada mestria técnica, como elevações e saltos lançados. A categoria de Precisão, como o nome indica, é composta por coreografias em que os atletas têm de estar sincronizados. Existem 7 saltos (axel, ritberg, lutz, flip, toe loop, salchow, euler) e 4 corrupios principais (interno de costas, interno de frente, externo de frente e externo de costas) podendo estes serem executados em várias posições. essas são as características da patinação artistica.

 

Patinação sobre rodas

Para as épocas em que o gelo faltava, surgiu como alternativa o uso de patins próprios, dotados de rodas ao invés de lâminas, para possibilitar a prática do esporte durante o verão. No início os principais nomes do esporte praticavam as duas modalidades e por isso, as duas técnicas são muito parecidas, com algumas variações. Hoje em dia, o esporte conta com diversas variações e modalidades diferentes como livres, obrigatórias e solodance, sendo que a maior parte dos atletas acabam optando por se especializar em apenas uma delas.

 

Principais movimentos

Trabalho de Pés (andar)

Constantemente adota-se o termo em Inglês (diz-se foot work) para designar a sequência de movimentos praticados pelos patinadores enquanto patinam. As sequências de movimentos podem ser feitas em linha reta, círculos ou em forma de serpentina ('S'). Os movimentos podem ser trocas de pés, voltas com dois pés e voltas em um pé.
Bem, o footwork, tem várias figuras (são como são chamados cada movimento). Os saltos, viradas, pulos, como os: picadinho, virada de três, cruzado etc.

Piruetas (Spins)

Piruetas, Corrupios ou Spins (lê-se da mesma forma que se escreve), são movimentos feitos pelo patinador, executados com a utilização do corpo, que gira sobre o seu próprio eixo. A manobra pode ser executada com o uso de um ou dois pés, que desenham círculos pequenos sobre a pista. Existem vários tipos de piruetas, que se diferenciam pela posição do corpo, pela maneira com que o pé é utilizado, apoiado na pista, e pela direção do movimento dos pés.
Quando classificadas pela posição do corpo, conhece-se mais a pirueta esticada, também chamada de pirueta em pé (upright), em que o patinador gira em pé. O sit-spin, acontece quando o patinador faz um movimento, parecido com um "sentar-se sobre o pé de apoio", mantendo a outra perna esticada. Por último, o cammel, que define-se quando o atleta forma uma linha horizontal com o seu corpo, mantendo uma de suas pernas livres.
Se analisadas com relação ao movimento dos pés, as piruetas podem acontecer de costas ou de frente, de acordo com o movimento executado com o pé de apoio (para frente ou para trás) durante o desenho dos círculos. Podem ser ainda internas ou externas, caso o movimento seja feito em direção ao lado interno ou externo do pé de apoio.

Saltos

Os saltos são os movimentos de maior impacto durante uma exibição. Um patinador realiza um salto quando deixa o solo e se desloca horizontalmente, realizando um giro sobre o próprio corpo. Se difere das piruetas pois nele o patinador perde completamente, por alguns instantes, o contato com o gelo. Os saltos também são classificados segundo as posições dos pés, por sua direção (frente ou trás), tipo de curva (interna ou externa), e por qual pé esta sendo usado (direito ou esquerdo). Outro fator que também é observado é o número de voltas, que pode ser de meia a quatro voltas (o maior número de voltas registrado atualmente).Sendo que a patinadora Tanja Romano os consegue fazer.

Levantamento

Quando atuando em duplas, o homem levanta a mulher acima de sua cabeça. Este movimento também é muito popular, por sua plasticidade.

Figuras (Figures)

Esta modalidade de movimento vem da origem do esporte, quando se faziam desenhos artísticos no gelo utilizando os patins. Consiste na realização de uma série de movimentos, executados sobre círculos desenhados na superfície. Um conjunto destes movimentos é catalogado e aceite mundialmente, fazendo parte de todas as competições oficiais. No entanto, isso não elimina a possibilidade do atleta utilizar a sua criatividade e inventar novos movimentos. Como curiosidade, na modalidade de patinação sobre rodas, os círculos são pintados sobre o piso e o patinador toma como guia o seu desenho.

 

Modalidades

Individual

Nesta modalidade os patinadores atuam sozinhos, apresentando suas rotinas. Acompanhados de música, os patinadores são avaliados com relação à qualidade artística de sua apresentação e elementos técnicos apresentados. Também e muito conhecido o campeonato de solo-dance praticado individualmente.

Duplas

Nas apresentações em dupla, duplas formadas por um homem e uma mulher apresentam movimentos similares a apresentação solo, adicionados dos movimentos que só podem ser executados em dupla, tais como os levantamentos e piruetas sincronizadas, em que o casal gira ao mesmo tempo. Outro movimento de excelente plasticidade é o em que o homem lança a mulher, auxiliando-a na execução do salto. Também e muito conhecido o campeonato de solo-dance praticado individualmente.

Dança

Nesta categoria, a dupla de patinadores é avaliada principalmente pelo elemento da dança. Não são permitidos saltos, piruetas ou levantamentos sobre as cabeças, formando uma modalidade puramente artística.

Precisão

Na patinação de precisão, os patinadores formam grupos de oito a vinte e quatro participantes. Apresentam coreografias conjuntas e sincronizadas.

 

Trilhas sonoras

Na Patinação artística, assim como em muitos esportes denominados artísticos, a exemplo das ginásticas, as trilhas sonoras são música selecionadas para competições esportivas artísticas de escolhas pessoais dos atletas e seus treinadores para as apresentações das séries nas competições. Em geral os clássicos da música mundial são preferidos, contudo não há uma regra restrita para tal, sendo possível assistir apresentações que utilizam músicas modernas em versão instrumental.